Categorias

tweets

    Carregando Tweets...

Siga @pacerlogistica

Visualizando categoria: A Pacer na Mídia

  • 27
  • out

Terceirização Logística: Oportunidade para Contratantes e Operadores

A terceirização é o tema do momento nas discussões da economia brasileira. A aprovação da nova lei que flexibiliza as relações de trabalho abre oportunidades para uma gama maior de serviços especializados, que podem ser prestados por Operadores Logísticos a empresas de diversos setores. Neste artigo, procuramos demonstrar as características do processo de terceirização na logística, desde os cuidados e critérios que devem ser observados pelo contratante até as obrigações dos prestadores, riscos e resultados positivos que podem ser obtidos com este processo.

Por que terceirizar
Atualmente, mesmo com o avanço da terceirização, muitas empresas ainda realizam determinadas atividades fora do seu core business. Este pode ser um posicionamento correto, se tal atividade for exclusiva e se não houver no mercado prestadores de serviços capacitados para esta execução.
É importante que a empresa avalie internamente se é o momento ou não de terceirizar sua logística e focar em seu core business.
A terceirização da logística pode levar a uma redução do quadro de funcionários e do espaço necessário para estas atividades.
Já o Operador Logístico terá o espaço adequado, saberá implementar os processos para gerar velocidade, qualidade e produtividade em sua operação.
Esses processos em conjunto poderão trazer reduções de custo e mais eficácia à empresa que terceiriza sua logística.
Claro que tudo dependerá, também, da eficiência do Operador Logístico, mas, em geral, quando a empresa vê a necessidade de expandir seus negócios, a terceirização é uma oportunidade. (mais…)

Visualizando categoria: A Pacer na Mídia

  • 05
  • out

Da Ásia ao Brasil: conheça a logística da Pearl, a melhor bateria do mundo

Distribuidor da marca promoverá ação de vendas, em parceria com a Pacer Logística, durante a Expomusic 2017

São Paulo – SP
BATERIA PEARL

Fundada em 1946, no Japão, a Pearl é hoje o maior fabricante de percussão do mundo e também considerada a melhor marca de bateria pelos músicos. No Brasil, a operação da empresa é gerenciada pela PBR, dirigida por quatro sócios que entendem muito do assunto: Andre Jung, ex-baterista do Ira! e dos Titãs; Athos Costa, ex-baterista da banda Zero; Ricardo D’Apice, fundador do polo de instrumentos musicais da rua Teodoro Sampaio (em São Paulo) e Mario Julio Vicente, guitarrista da banda Tomcats.

Por lidar com produtos musicais sensíveis e de alto valor agregado, a operação logística da Pearl requer cuidados especiais. Esse trabalho fica a cargo da Pacer Logística. A armazenagem dos instrumentos e componentes é feita do Centro de Distribuição da Anhanguera, em Osasco (SP). E para garantir mais eficiência ao negócio, a PBR também transferiu sua sede brasileira para o mesmo local.

A operação logística da Pearl no Brasil começa com o recebimento e conferência dos produtos importados da Ásia, via porto de Santos, e passa pela armazenagem, picking (separação de itens), embalagem, expedição e transporte aos clientes.

É uma operação com características bem singulares, pois atendemos desde a entrega de um parafuso de tambor de bateria até a inauguração de uma loja, que demanda mais de 60 itens?, explica Kau Andrade, gestor da Pacer responsável pela logística da Pearl.

Com um planejamento detalhado e controle diário de todos os processos, a operação atinge um alto nível de eficiência: 100% dos pedidos atendidos no prazo e sem nenhuma avaria.

Andre Jung relata o que fez a diferença na escolha do operador logístico. ?Em diversos contatos preliminares, ficou clara a disposição da Pacer em nos ouvir e buscar soluções adaptadas ao nosso produto?, afirma.

Ele ressalta outra particularidade da operação. ?Como são instrumentos musicais, em madeira na maioria das vezes, é preciso ter cuidado com a temperatura e umidade na armazenagem?, aponta.

Para Jung, a operação logística da Pacer cumpre exatamente o que a Pearl buscava. ?É eficiente e segura?, avalia.

A linha de produtos Pearl contempla todos os segmentos do setor: percussão popular; percussão erudita; percussão marcial; baterias, ferragens e acessórios.

Outlet Pearl

A Pearl do Brasil vai realizar uma ação conjunta com a Pacer Logística durante a Expomusic 2017, que acontece de 6 a 8 de outubro, no Anhembi, em São Paulo. É o 1º Outlet Pearl, onde os produtos da marca serão vendidos com descontos superiores a 50% em alguns itens.

A ação vai acontecer dentro do CD da Pacer na Anhanguera, que vai receber lojistas e músicos convidados pela Pearl Brasil. O objetivo é diminuir nosso estoque e apresentar ao trade nossa parceria com a Pacer, diz Andre Jung.

O evento vai disponibilizar mais de 800 itens de diversas linhas de produtos da marca, mas o foco principal são as baterias (das séries Roadshow; Export; Midtown; Decade), caixas avulsas e ferragens.

É uma ação que comprova a capacidade da nossa parceira (Pacer) em buscar e encontrar soluções de alta sinergia, completa Jung.

Sobre a Pacer Logística

Fundada em 2003, a Pacer oferece soluções logísticas em transporte rodoviário, aéreo, armazenagem de cargas, logística reversa, carga fracionada, carga lotação e logística promocional.

Com atuação nacional, conta com 20 unidades em diversos estados e mais de 300 funcionários. Entre seus principais clientes estão Nokia, Huawei, Oi e Tok&Stok.

Links de Notícias Relacionadas:

 

Visualizando categoria: A Pacer na Mídia

  • 30
  • ago

Pacer Logística amplia estrutura para atender setores em crescimento

Decisão de abraçar segmentos em ascensão vem depois da recessão gerada pela crise econômica

A Pacer Logística ampliou a estrutura para atender setores que estão em crescimento. Os segmentos em que a empresa está apostando são principalmente os mercados pet, cosméticos, produtos de higiene, telecomunicações e farmacêutico.

Para atender à nova demanda, a Pacer abriu novos galpões na Grande São Paulo. Os três armazéns ficam no Centro Logístico Anhanguera (CLA), em Osasco, e contam com duas mil posições para paletes. A decisão estratégica é resultado do período de recessão gerado pela crise econômica.

Segundo o diretor da empresa, Alexandre Caldas, o pior da crise já passou e agora é a hora de retomar o crescimento. “Estamos preparados para atender à demanda de setores como o de cosméticos, que não para de crescer, e o de produtos pet, que, apesar de grande, ainda não tem uma operação logística bem estruturada.” Para isso, a Pacer tem apostado em soluções de transporte e armazenagem e sistemas de planejamento e gestão empresarial.

Novos nichos
O Brasil é o quarto maior mercado consumidor de produtos de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (indústria conhecida pela sigla HPPC), mas já esteve na terceira posição em 2015. Segundo a ABIHPEC (associação do setor), esse segmento fatura mais de R$ 100 bilhões por ano no país, o que representa 1,8% do PIB brasileiro.

Já a indústria pet faturou cerca de R$ 19 bilhões no Brasil em 2016, um crescimento anual de quase 5% em plena crise. E também ocupa o terceiro lugar no mercado mundial: são 50 milhões de cães e 22 milhões de gatos no país, de acordo com o IBGE.

Outro mercado em que a Pacer já atua e que deve continuar crescendo no Brasil é o de telecomunicações. De acordo com a Anatel, o país já conta com 242 milhões de celulares e 27 milhões de pontos de acesso à banda larga fixa.

A operadora logística também está certificando os armazéns junto à Anvisa (Vigilância Sanitária) para operar com medicamentos e correlatos, em sala refrigerada. No ano passado, a indústria farmacêutica apresentou crescimento de 13% no país, com um faturamento de R$ 85 bilhões.

Visualizando categoria: A Pacer na Mídia

  • 15
  • ago

Pacer Logística nas Olimpíadas no Brasil

blog-15-08

Durante as Olimpíadas 2016, a Pacer Logística tem uma tarefa ainda mais especial, já que alguns de seus clientes de telecomunicações estão envolvidos diretamente na infraestrutura dos jogos. Para atendê-los, foi proposta uma solução de logística que inclui o transporte por meio de motocicleta, bicicleta, metrô e a pé – pouco tradicionais no dia a dia das empresas. A medida visa lidar com as restrições de acesso a ruas e avenidas e alterações no trânsito da cidade do Rio de Janeiro.

Nos últimos meses, foram realizados testes nesses quatro modais e os resultados dessas simulações vão orientar a equipe em como reagir às diversas situações possíveis ao longo do evento. A empresa será responsável pelo transporte de peças de reposição em caso de falhas de equipamento. O tempo para esse transporte não poderá exceder duas horas. Neste prazo a equipe terá que verificar a disponibilidade em estoque, emitir as notas fiscais e efetivar a entrega no local do evento.

A Pacer conta com um CD Master em Jacarepaguá que irá atender às demandas nos centros olímpicos de Copacabana, Maracanã e Barra da Tijuca. E, instalou um CD de apoio em Deodoro próximo ao Complexo Esportivo construído na região. Toda essa operação tem a ver com o perfil da empresa de atender de modo extremamente personalizado os seus clientes. A Pacer já fez esquemas especiais durante a Copa do Mundo de 2014, mas considera que os jogos olímpicos são ainda mais desafiadores, porque a programação de competições acontece durante todo o dia, em diversos pontos da cidade.

Portal Logweb

Visualizando categoria: A Pacer na Mídia

  • 19
  • nov

Pacer Logística fecha contrato com a Huawei, gigante chinesa da tecnologia

blog_pacer e huawei

A Pacer Logística conseguiu fechar o contrato para coordenar as operações da Huawei Brasil, subsidiária brasileira da maior fornecedora de equipamentos para redes e telecomunicações no mundo.

Para atender a multinacional chinesa, a Pacer investiu em melhorias nas filiais do Rio de Janeiro e São Paulo (na Rodovia Anhanguera) e na abertura de unidades no Paraná e no Rio Grande do Sul, que vão acomodar e distribuir os estoques e servir de apoio para as operações de transporte.

Os serviços contratados pela Huawei preveem o armazenamento e o transporte, para todo o território nacional, de placas de telecomunicações para manutenção e substituição (as chamadasspare parts) e de equipamentos de telefonia (voz e dados, com exceção de celulares). Serão realizados, ainda, toda a gestão de estoque, atendimento 24 horas de assistência aos clientes finais e a logística reversa para o centro de distribuição da multinacional, localizado em Sorocaba, interior de São Paulo.
“A expertise da nossa equipe no atendimento do segmento de peças de reposição e no atendimento emergencial foi o diferencial para a conquista desse cliente”, destaca Alexandre Galvão, gerente de operações e novos negócios da Pacer Logística. A expectativa da Pacer é de, em 12 meses, dobrar de tamanho a linha de negócios de frete fracionado.

Para atender à demanda de reposição de componentes do cliente em até quatro horas, a Pacer montou um centro de distribuição em Cajamar (SP) onde será concentrado o maior volume de estoque de spare parts e outros oito pontos de apoio em Estados estratégicos, para atendimentos emergenciais. No armazenamento, a empresa vai atuar nos Estados de São Paulo (CD Master), Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Distrito Federal, Amazonas e Pernambuco.

Visualizando categoria: A Pacer na Mídia

  • 14
  • set

PACER contrata gerente comercial

blog_gerente_comercial_pacer

Pacer anunciou Flávio Silva como gerente comercial para o segmento de transporte de cargas e operação logística. A informação repercutiu em mídias relevantes, como Valor Econômico, Revista Tecnologística, Portal Logweb e Canal Executivo/Uol.

Veja abaixo a notícia divulgada pelo Portal Logweb:

A Pacer Logística anuncia a contratação de Flávio Silva, 42 anos, como gerente comercial. Com experiência de 27 anos no mercado de trabalho, Silva é formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), com MBA em Marketing pela mesma instituição e extensão pela Universidade da Califórnia (UCI).

Em sua carreira, realizou projetos de estruturação comercial e atendimento ao cliente em empresas como Xerox, TNT, Aliança Francesa, Jamef Transportes, Transportadora Americana e Patrus Transportes.

“Acredito muito no potencial de incremento de negócios que podemos ter na Pacer, especialmente no segmento de transporte, e, com isso, manter e conquistar clientes, contribuindo para uma estrutura comercial versátil e profissional. Costumo dizer que trabalhamos com base em três pilares: pessoas, produtos e processos. E, sem dúvida alguma, as pessoas são o diferencial que encontrei na Pacer”, comenta o novo gerente.